My dream is having all this map painted in red

Saturday, 15 September 2007

Palácio Nacional de Belém

 

 

 

O Palácio foi construído em 1559 pelo fidalgo D. Manuel de Portugal. Situa-se na zona sudoeste da cidade de Lisboa, em Belém. O palácio tinha jardins à beira do Tejo, quando o rio tinha a margem mais próxima do que na atualidade.
No século XVIII, D. João V que enriquecera com o ouro proveniente do Brasil, comprou-o do conde de Aveiras, tendo-o alterado radicalmente. Acrescentou-lhe uma escola de equitação e adaptou o interior para poder fazer as suas conquistas amorosas com discrição.
D. Maria II habitou alguns anos o Palácio de Belém, aqui ocorrendo uma tentativa de golpe que se chamou a Belenzada. A partir do reinado de D. Luís I, o Palácio de Belém foi destinado a receber os convidados oficiais que visitavam Lisboa. Assim, aqui estiveram, entre outros, a Rainha Isabel II da Espanha e seu sucessor, o efémero Rei Amadeu de Sabóia.
Em 22 de Maio de 1886 foi dada nova função ao Palácio de Belém, a de residência oficial dos Príncipes Reais D. Carlos, Duque de Bragança e sua jovem esposa D.Amélia de Orleães. Aqui nasceram os seus filhos, D. Luís Filipe e D. Manuel II, que foram batizados na capela palatina. Após a subida de D. Carlos ao trono, em 1889, não tendo Belém as dimensões de residência oficial da coroa, D. Carlos e D. Amélia mudaram-se para o Palácio das Necessidades, voltando Belém à sua condição de residência dos convidados estrangeiros, preservando-se assim a valiosa coleção de carros e viaturas da Casa Real. Ainda sob a égide da Monarquia, o Palácio de Belém abrigou o Presidente eleito da República Brasileira, Marechal Hermes da Fonseca, em 2 de Outubro de 1910. Foi neste palácio, durante a recepção ao presidente do Brasil, que o Rei D.Manuel II teve conhecimento da revolução que dias depois lhe roubou a coroa.
Em 1911, já depois da proclamação da república, o Palácio de Belém foi designado residência oficial do Presidente da República. Os primeiros presidentes porém tinham que pagar aluguel ao Estado para residirem no Palácio.
Hoje, o elegante edíficio de cor rosada é a residência oficial do Presidente da República Portuguesa. Dessa maneira é visita obrigatória para os chefes de estado e delegações estrangeiras que visitam os presidentes. Semanalmente, à quinta-feira, o Presidente da República recebe o Primeiro-Ministro, para uma reunião de trabalho onde este o põe ao corrente do governo do país. Para o público em geral foi aberto no edifício o Museu da Presidência da República, por iniciativa do Presidente Jorge Sampaio, em 2004, onde estão expostos objetos dos 17 Presidentes da República que antecederam o atual Presidente.
Posted by Picasa
Post a Comment