My dream is having all this map painted in red

Saturday, 26 July 2008

Equívocos em relação ao Brasil e aos Brasileiros

brazilFlag

 

Antes de tudo queria dizer que estou totalmente ciente que grandes amigos portugueses acompanham este blog e irão ler este post e quero deixar claro que este post não é uma crítica mas simplesmente a constatação de um fato e uma oportunidade de esclarecimento.
Sei que mal entendidos também existem entre os brasileiros em relação aos portugueses e tenham a certeza que tento mudar a opinião muitas vezes equivocada que muitos brasileiros têm de Portugal e do povo português. Sei também que o Brasil não é a única nação do mundo a sofrer com os estereótipos mas como cidadão brasileiro tento fazer minha parte para mudar a imagem do meu país.
Com base nisso cito aqui algumas idéias equivocadas que os portugueses e os estrangeiros de modo geral têm do Brasil e dos brasileiros.

 

Cor:
Me incomoda quando as pessoas me conhecem pela primeira vez e quando digo que sou brasileiro muitos dizem: “Tu és brasileiro? Mas tu és tão clarinho”.
O Brasil é um país com mais de 180 milhões de pessoas e é natural que existam pessoas muito diferentes, somos um povo miscigenado, uma mistura de raças da qual me orgulho muito de fazer parte. Talvez o motivo por este tipo de questionamento é porque estas pessoas estiveram no Brasil uma única vez, talvez no nordeste, talvez mais precisamente em Salvador, onde nossas ligações com a África são ainda muito fortes, mas saibam que o Brasil é muito grande, e somos muito diferentes, o sul é totalmente europeu, o sudeste é uma mistura de tudo, o nordeste é onde nossas influências africanas estão mais presentes e o norte e centro-oeste é o nosso Brasil mais indígena e talvez mais puro.
Portanto, saibam que um brasileiro pode ser negro, branco, mulato, indígena, loiro, ruivo, moreno, com fortes traços orientais e qualquer outra coisa. Não há uma característica comum do povo brasileiro, não se consegue identificar um brasileiro através de caracteristicas físicas devido a nossa rica diversidade de raças.

 

Idioma:
Só quando cheguei a Portugal é que fui descobrir a existência de um novo idioma, o idioma chamado “brasileiro”. Saibam que ninguém fala “brasileiro” no Brasil, ninguém sequer conhece a existência deste idioma no Brasil, e sim, nós falamos PORTUGUÊS, tudo bem, nosso português é diferente, temos certas peculiaridades locais, mas ainda assim falamos PORTUGUÊS, admitimos que exista o português brasileiro mais conhecido por PT-BR e o português de Portugal também conhecido no Brasil por PT-PT, no entanto, ambos, com suas peculiaridades locais fazem parte de uma mesma língua chamada PORTUGUÊS da qual muito me orgulho de ser um dos falantes.

 

Mulheres:
Sei que grande parte das prostituas na Europa são brasileiras, mas saibam que apesar das brasileiras serem mais extrovertidas, mais liberais sexualmente e possuirem uma postura totalmente diferente em relação ao sexo do que as mulheres européias a maioria delas não são prostitutas e como já diz uma música cantada por Maria Rita: “nem toda brasileira é bunda”.
Sim, temos mulheres lindíssimas, as brasileiras possivelmente devido a nossa miscigenação citada acima possui características físicas que dão um toque especial de sensualidade e beleza a mulher brasileira.
No entanto, o principal equívoco dos estrangeiros é achar que o Brasil é uma grande homogeneidade, há mulheres de todos os tipos, há mulheres sérias que lutam todos os dias por uma vida digna, há mães, há irmãs e há também mulheres que devido a falta de recursos e oportunidades de certas regiões brasileiras vêm para a Europa para se prostituirem.
Mas há certa hipocrisia em relação a este problema, pois seria fácil acabar com isso, bastaria não haver procura por este tipo de serviço, o que penso é que, se há muitas prostitutas é porque há mercado, é porque há procura por este tipo de serviço.

 

Resumo:
O Brasil está longe de ser homogêneo, quer no comportamento da população, quer nos estágios de desenvolvimento em que se encontra. Há ilhas de prosperidade de fazer inveja a sociedades do Primeiro Mundo, mas existem bolsões de miséria, de enormes proporções, rivalizando com os povos mais carentes da África.
Há metrópoles modernas e dinâmicas e comunidades mergulhadas num imenso atraso. Há pessoas extremamente competentes, solidárias, com altíssimo senso ético e bandidos cínicos e cruéis, a cometer todo o tipo de crimes. Há crianças saudáveis, superdotadas, com potencial para ter um brilhante futuro e meninos de rua abandonados por suas famílias e que vivem na marginalidade.
Tudo isso é Brasil. Somos múltiplos, heterogêneos e definitivamente não somos passíveis de receber rotulações.

Post a Comment