My dream is having all this map painted in red

Saturday, 21 February 2009

Bélgica, o patinho feio do turismo Europeu

 

Belgium_flag

 

Férias!!! Tempo de viajar e conhecer novos lugares e começo minhas férias pela Bélgica. Como será passar o carnaval em Bruxelas? Tenho a certeza que não será como no Brasil mas pelo menos estarei fazendo aquilo que mais gosto, conhecendo um novo país, cultura e povo.

 

Bruxelas foi foco de grandes confusões políticas ao longo do século mas também sempre foi o centro cívico e cultural da Bélgica desde a idade média. Das batalhas do século XVII à campanha de guerra do século XX, foi sempre capaz de se recompor com vigor. Hoje, no início de um novo milênio, a capital da Bélgica, Bruxelas, prospera como centro político e econômico da Europa.

 

A Bruxelas dos dias de hoje é uma cidade cosmopolita e multilingue. Com uma tradição industrial, a cidade prospera como base de várias grandes empresas, no entanto, a Bélgica é injustamente um dos patinhos feios do turismo europeu. O país, amistoso e belíssimo, é raramente incluído nos roteiros que buscam o que ele tem de sobra, monumentos históricos, passeios, gastronomia e entretenimento de qualidade.
A história belga está associada à da Holanda, da qual se separou em 1830, e a tudo o que se passou em termos políticos, como a dominação espanhola, francesa ou austríaca nos Países Baixos.
É antes de mais nada uma região européia em que o acúmulo de riquezas por séculos seguidos permitiu investir maciçamente na arquitetura e nas artes. Em Bruxelas, a capital belga, há 14 museus, com algumas coleções incríveis.

 

Quanto à culinária, uma visão anedótica associa o belga apenas à batata frita. A batata veio do Peru, pela mão dos espanhóis. Mas foi por influência dos reis da França que ela se popularizou.
Em Bruxelas, o viajante saberá de imediato que está na capital administrativa da União Européia. Um décimo da população trabalha direta ou indiretamente para o Conselho, para o Parlamento ou para os lobbies regionais. Se der sorte, o viajante poderá presenciar uma das sessões do Parlamento, uma torre de Babel com seus quase 700 deputados de vários países e que exigem em permanência 220 tradutores.

 

Vou ter quatro dias para explorar Bruxelas pois retorno na terça-feira a Lisboa para uma passada rápida em casa para, descarregar as fotos de Bruxelas, contar tudo no blog e  trocar uma mochila por outra um pouco maior para no dia seguinte, quarta-feira, embarcar em outra viagem que contarei tudo mais tarde.
Enquanto a maioria dos meus leitores brasileiros vão estar a festejar o carnaval no Brasil eu vou estar a visitar a belíssima Bélgica e por isso queria dizer para aproveitem bastante o carnaval e lembrem-se, se beber não dirija.

 

 

Post a Comment