My dream is having all this map painted in red

Thursday, 9 December 2010

Basílica de São Pedro

Basílica de São Pedro - Vaticano

Ir a Roma e não ver o Papa é algo que pode perfeitamente acontecer com qualquer um, já que Bento XVI viaja bastante e pode acontecer de durante sua visita a Roma o Papa estar ausente em mais uma das suas viagens pelo mundo.

Escultura na Basílica de São Pedro - Vaticano

Mas ir a Roma e não visitar a Basílica de São Pedro, o mais importante santuário católico do mundo, é algo que beira o imperdoável. Sim, porque essa igreja é um dos mais belos templos do planeta, e não precisa nem ser cristão para perceber isso.

Basílica de São Pedro - Vaticano

Grandes artistas da Renascença e do Barroco participaram de sua construção, que levou quase 180 anos. A cúpula, por exemplo, foi desenhada por Michelangelo, que também é o autor da Pietá, a escultura de Maria com Cristo morto nos braços, que pode ser vista na nave, a parte central do templo. Já o escultor italiano Gianlorenzo Bernini, um dos maiores mestres do barroco, forjou com riqueza de detalhes o baldaquino, estrutura de bronze parecida com uma tenda, que envolve o altar.

Altar da Basílica de São Pedro - Vaticano

Segundo a tradição cristã, a basílica fica no mesmo lugar do cemitério, onde o apóstolo Pedro, também o primeiro papa, foi enterrado. Sua tumba, por sinal, pode ser vista na cripta da igreja, logo abaixo do altar. O templo original foi erguido em torno do ano 350, por ordem do imperador romano Constantino, o primeiro dos césares a se converter ao cristianismo. Em sua construção, foram usados materiais extraídos do Coliseu e do Panteão, dois dos maiores templos pagãos da Roma Antiga.

Cúpula da Basílica de São Pedro - Vaticano

Doze séculos depois, a basílica foi reformada e ampliada, tomando sua forma atual. E hoje é um dos mais magníficos santuários religiosos do mundo. O altar papal foi erguido sobre a cripta onde, presume-se, Pedro foi enterrado. É o lugar onde os sacerdotes, e o próprio Papa, celebram as missas, que, em geral, acontecem aos domingos. O altar fica abaixo do baldaquino, estrutura de bronze similar a uma tenda.

Cúpula da Basílica de São Pedro - Vaticano

A cúpula, projetada por Michelangelo, tem 136 metros de altura e para chegar lá em cima é preciso subir uma escadaria de 537 degraus. A cadeira de Pedro, ou seja, o trono papal, segundo a tradição, foi feito com restos da mesma cadeira que Pedro usava para pregar a palavra de Cristo.

Piazza de San Pietro / Praça de São Pedro

A Praça São Pedro, em frente à basílica, é onde os fiéis se reúnem para receber as bênçãos dominicais do Papa. Ela tem a forma de círculo e é rodeada por colunas de mármore travertino, que simbolizam os braços abertos da Igreja acolhendo seus súditos.

Piazza de San Pietro / Praça de São Pedro

A nave, ou seja, a parte central da basílica, dá uma ideia da sua suntuosidade. As paredes são revestidas de mármore e têm muitas estátuas. A mais venerada é a de São Pedro, quase em frente ao altar, cujo pé já está até gasto de tantos toques e beijos.

Piazza de San Pietro / Praça de São Pedro

Apesar de toda a beleza e sumptuosidade da Basílica de São Pedro, é difícil não se sentir chocado com tanta riqueza, uma religião que deveria promover o desapego das coisas materiais e ser contra o consumismo exagerado dos dias atuais. Resta ao visitante admirar as belezas do Vaticano e sair de lá com um olhar crítico e pensar nos milhares de anos de história da Igreja Católica.

Post a Comment