My dream is having all this map painted in red

Friday, 19 November 2004

Chegada a Sydney

Desembarcamos no aeroporto de Sydney e assim que entramos no corredor do aeroporto os policias australianos vieram com alguns cachorros que ficaram farejando nossa bagagem de mão para descobrir se haviamos trago algum tipo de substância proibida.
Em seguida passamos pelo serviço de imigração australiano, confesso que fiquei meio nervoso nesta hora, já pensou se depois de 24 horas de viagem o cara da imigração não vai com a minha cara e manda eu voltar para o Brasil. Ninguém merece...
Mas correu tudo bem, entreguei meu passaporte e o comprovante de vacinação contra febre amarela e ele me perguntou quanto tempo eu pretendia ficar na Austrália, logo depois ele me devolveu meu passaporte e disse que eu estava liberado para pegar as malas.
Eu e meus novos colegas fomos pegar as malas na esteira do aeroporto, minha mala demorou a chegar, já estava achando que elas haviam extraviado, no aeroporto havia um placa com um bonito desenho onde estava escrito "Welcome to Sydney" resolvemos tirar uma foto em frente esta placa mas logo fomos advertidos pelos policias que fotos não eram permitidas naquela área.
Depois fomos passar pela inspeção das malas, o agente da policia australiana abre sua mala e revira todas suas roupas verificando se você não está trazendo nenhum alimento como grãos, plantas, sementes e derivados de leite. Após a inspeção das minhas malas fui liberado e fui procurar alguém da escola que estaria me esperando no aeroporto.
No entanto não encontrei ninguém da escola me esperando e resolvi ir até o balcão de informações do aeroporto onde descobri um recado para Mr Guerra (viu que chique) dizendo que eu deveria pegar um taxi até a "minha casa" em Sydney e depois eu seria reembolsado pela escola.
Então conversei com o motorista de taxi e mostrei-lhe o endereço onde eu gostaria de ir, ele colocou minhas malas no carro e minha primeira mancada foi quando tentei entrar no carro pela porta da direita e na Austrália como na Inglaterra a direção do automovel é invertida, o taxista ficou rindo de mim e eu expliquei para ele que no Brasil os carros eram diferentes. Como tinha lido ainda no Brasil que é muito mal educado se você estiver sozinho e sentar no banco de trás do taxi fui logo sentando no banco da frente, ele vai interpretar isto como se você quizesse ser melhor do que ele e isso realmente não existe na Austrália. Um jovem estudante de mochila nas costas e tênis surrado pode entrar num hotel 5 estrelas e ele será tratado tão bem quanto alguém que entre de terno e gravata.
O taxista era Francês (mas falava ingles) e muito legal, durante a viagem do aeroporto até North Sydney (onde eu irei morar durante minha estadia em Sydney) gastamos 1 hora, o taxista me contou um monte de coisas sobre a cidade e conseguimos nos comunicar muito bem.
Post a Comment