My dream is having all this map painted in red

Thursday, 2 December 2004

02/12/2004


Acordei cedinho e fui para a escola (hoje não matei aula), infelizmente estava nublado e não deu para ir na praia depois da aula (tá explicado porque eu não matei aula hoje).
Minha aula acabou às 11:40 e em seguida fui almoçar num shopping que fica perto da escola junto com alguns colegas de sala como o Chihaya(Japão), Santy(Indonésia), Roberta(Itália), Dao(Tailândia), May(Korea), Take(Japão), Henrique(Espanha), Luca(Itália), Keiçuke(Japão), Ben(França) e Hye(Korea). Vocês devem ter notado que foi um almoço que reuniu pessoas de diferentes países e culturas. Eu acho isso muito legal, somos pessoas tão diferentes uma das outras e ao mesmo tempo temos objetivos semelhantes e um deles é conseguir dominar a língua inglesa. Tenho feito grandes amizades por aqui e serão pessoas que nunca vou esquecer, mesmo sabendo que daqui a pouco mais de uma semana quando eu for embora muito provavelmente nunca mais os verei, ficarão os emails, as conversas pelo MSN ou ICQ e as mensagens trocadas pelo celular.
Quando lembro que a cada dia que passa fica mais próxima a hora de despedir dos amigos e da cidade, admito que sinto um nó na garganta pois está sendo maravilhosa esta experiência nesta terra tão distante.
Depois do almoço toda a galera passou no McDonalds para comprar sorvete e em seguida fomos caminhar um pouco no Royal Bothanic Garden, foi uma tarde muito divertida onde rimos bastante.
Já bem de tardinha (perto das 6 da noite) fui visitar o Sydney Observatory, este observatório fica no bairro de The Rocks (onde a Austrália começou a ser construída) e lá há interessantes coisas para ver e descobrir. Astrônomos tem usado este observatório por mais de 140 anos e agora ele está aberto ao público (e de graça). Através dos telescopios você pode observar planetas, estrelas e constelações, definitivamente um lugar muito legal de se visitar.
Após a visita ao observatório peguei o ônibus de volta para casa, cheguei um pouco atrasado para o jantar mais tudo bem. Jantei e em seguida fomos ver um filme que alugamos em dvd (O Rei Arthur - aqui ele já saiu em dvd), vi esse filme no cinema em São Paulo mas agora o vi novamente com som e legenda em inglês.
Após um dia agitado e cheio de atividades fui dormir.

Um pouco mais sobre a Austrália:
Acho que a Austrália só fica longe na geografia, porque no resto, é um lugar muito próximo dos sonhos de qualquer brasileiro, o maior problema de quem visita a Austrália pode ser definido por uma vontade inexplicável, um misto de admiração e inveja dos australianos, dá vontade de arrumar as trouxas e se mandar de vez para o outro lado mundo (14200 km do Brasil).
Sei que é difícil imaginar, mas pelo ao menos tente, um país onde poluição não existe, as ruas das cidades são tão limpas que uma bituca de cigarro no chão costuma chocar, os australianos param o carro quando você demonstra a intenção de atravessar a rua, a alta qualidade do ensino público confere ao país o terceiro melhor índice de instrução do mundo, além disso o sistema de saúde público funciona muito bem, as pessoas andam de patins e bicicleta nas ruas e caminhar pela cidade de madruga não oferece nenhum perigo. Se estivéssemos falando da Suécia por exemplo daria para refutar com o argumento: "Tá certo, mas o frio é de matar". No caso da Austrália, nem isso dá, pois aqui o clima é muito parecido com o do Brasil.
Agora o que eu acho pior (para a gente e melhor para eles), tudo isso foi construído em apenas 200 anos, num lugar que originalmente foi escolhido para receber o pior da sociedade inglesa e ser uma colônia penal.
Sydney possui cerca de 4 milhões de habitantes e toda a Austrália possui cerca de 18 milhões de habitantes (como se toda a população da grande São Paulo estivesse espalhada por todo o Brasil), é incrível pensar que este país que começou como um lugar de morte e desolação tenha se transformado num lugar perfeito para viver, talvez pelo fato de ser um país onde há lugar para todos e tendo lugar de sobra para todos porque alguém iria querer o espaço do outro?
A Austrália é o sexto maior país do mundo, ocupa 5% do solo do planeta e é banhada pelos oceanos pácifico e índico possuindo 36000 km de costa e não é a toa que esse país tenha cada vez mais tenha chamado a atenção de jovens do mundo inteiro que trocam suas vidas em suas cidades pelo fervilhante modo de vida australiano.
Post a Comment