My dream is having all this map painted in red

Friday, 27 July 2007

Um oasis no meio do deserto



Sim. Este é meu último dia em Mendoza. Meu último compromisso nestas terras será almoçar com um amigo do Couchsurfing chamado Ricardo.
O Couchsurfing a cada dia me mostra que é uma ótima ferramenta para o viajante, não somente para conseguir acomodação em diferentes lugares do planeta mas também para fazer novas amizades. Eu como fã deste site só tenho a agradecer por todos os couchsurfers legais que conheci em Buenos Aires e aqui em Mendoza.
 
Mas vamos falar de Mendoza. Este oasis no meio do deserto Argentino se mostrou muito mais interessante do que havia pensado, levo daqui um aprendizado grande sobre vinhos que é a atividade base desta cidade, diretamente ou indiretamente todos aqui estão ligados ao vinho e dizem até que o fato de se situar em uma zona sismica se deve ao consumo de vinho por seus habitantes, o que a faz cambalear de vez em quando. :-)
Quando se chega de avião em Mendoza é que se percebe a dimensão deste oasis. Do céu só se vê deserto, uma área seca, inóspita e quando menos se espera avista-se uma cidade no meio de toda aquela aridez, realmente um oasis contruído pelo homem no meio de um deserto, aos pés da Cordilheira dos Andes que é onipresente na cidade, de qualquer ponto é possível avista-la, com seus picos cobertos de neve.
Mendoza possui em média 360 dias ensolarados por ano, como podem ver quase não se chove aqui e o céu é de um azul irreal o tempo todo, não há nuvens e a noite as estrelas fazem um espetáculo a parte. O fato de estar localizada no meio de um deserto faz Mendoza ter uma diferença de temperatura muito grande entre dia e noite. No inverno os dias são frios e as noites gélidas chegando a nevar, no verão os dias são insuportavelmente quentes e as noites frescas.
Como não chove aqui, água é um bem precioso, toda a água usada pela cidade e para irrigar os vinhedos vem do degelo das montanhas, desse modo o inverno é muito importante aqui pois é a fonte de água desta cidade, se não neva no inverno significa que faltará água no verão.
No verão o gelo derretido é captado das montanhas e armazenado em diques o que garantirá o abastecimento de água da população.
Para finalizar recomendo a visita a este pedaço da Argentina que a cada dia é descoberto por mais e mais turistas que vêm desfrutar o maravilhoso vinho da região e suas belezas naturais.
Post a Comment