My dream is having all this map painted in red

Saturday, 14 March 2009

Medinas

 

Quase todas as medinas do Marrocos têm a mesma disposição. A típica medina (que significa “cidade”, em árabe) consiste num aglomerado urbano extremamente denso encerrado entre muralhas defensivas com torres de vigia. O emaranhado de ruas sinuosas e estreitas e os inúmeros becos fazem da medina um labirinto. O centro da medina é atravessado por largas avenidas que vão de um portão a outro, e por outras ruas principais que, como medida preventiva, são cortadas ou bloqueadas por casas ou paredes.

 

Apesar do caos aparente, as medinas são dispostas segundo certas considerações estabelecidas. A mesquita fica sempre no centro. Outras características são a separação de diferentes grupos étnicos e religiosos, a distinção entre casa e local de trabalho, e a localização de actividades segundo uma hierarquia social e comercial. Todas as medinas respeitam estes fatores.

 

 

Os bairros de uma medina não são mais do que áres definidas sem grande exatidão. Um bairro, ou bawma, não passa de um espaço comum composto por várias pequenas ruas e becos, e é o centro da vida material e espiritual dos seus habitantes. Cada bairro tem um forno comum, um hammam (banho de vapor), uma escola do Alcorão e uma mercearia, que fica sempre numa das ruas mais pequenas. A loja vende produtos de primeira necessidade como legumes, fruta, azeite, carvão, açúcar, especiarias e outros alimentos. Não há lojas de bens de luxo em bairros como estes.

 

Post a Comment