My dream is having all this map painted in red

Saturday, 4 July 2009

Rússia

Bandeira da Rússia

Bandeira da Rússia

 

Quem me conhece já sabe, eu gosto de desafios e quando alguém chegou a me dizer que era impossível mochilar pela Rússia eu resolvi aceitar o desafio e aqui estou eu a caminho do país da vodka. Ok! Eu admito! O desafiio foi só mais um pretexto para visitar este país que é o maior do mundo em dimensão.

Eu tinha já planejado uma semana de férias em Julho, tinha em mente Paris, uma lacuna no meu curriculum de viagens mas eu acabei por conseguir acumular as 20.000 milhas necessárias do programada de milhagem da TAP e desse modo tinha direito a uma viagem para qualquer um dos destinos desta empresa na Europa pagando somente as taxas do aeroporto.

 

Olhei para o mapa na tentativa de descobrir qual era o ponto da Europa mais distante de Lisboa onde eu poderia usar este bilhete, afinal era um bilhete quase gratuito e eu tinha que aproveitá-lo da melhor maneira possível. Encarei o mapa, localizei Lisboa bem no cantinho da Europa e fui com olhos em direção a leste, passei pela Espanha e pensei, são vizinhos posso ir a qualquer momento, passei pela França e Paris sempre mexe com meu coração mas não há indicios de que a cidade luz irá de mudar de lugar nos próximos anos e visitar Paris é sempre mais fácil, continuei em direção a leste e Amsterdã na Holanda percebendo que passava despercebida deu uma piscadinha de olho para mim na tentativa de me seduzir, fui forte e fingi não perceber o assédio, passei pela Alemanha e a vontade de voltar a terras germânicas para conhecer mais um pouco deste país foi tentadora mas resolvi ir adiante, um pouquinho mais abaixo Praga na República Checa me deu um tchauzinho e me trouxe boas memórias de uma linda garota que um dia conheci num outro país muito distante, mas não, não era o momento para ver as “belezas” de Praga, passei pela Polônia e este foi sim um país que colocou meu coração a prova, afinal tenho origens polacas, ok, origens muito distantes, mas as tenho e quero visitar este país com bastante tempo, a Polônia está no topo da minha lista de países a serem visitados num breve futuro, continuei mais ainda, passei pela Bielorussia e admito que não me chamou a atenção até que cheguei a Moscou (Moscovo como preferem os Portugueses), já no limite da Europa e pronto, meu coração acelerou, imagens daquela cidade vieram a minha mente, impressões que tenho a certeza que são equivocadas também surgiram e ao fixar os olhos naquela região do mapa ainda vi um pouco mais ao norte uma outra cidade que parece-me interessantissima, São Petersburgo (Sam Petersburgo para os Portugueses), e então tive a certeza, o meu destino de férias seria a Rússia mas até então eram só planos.

 

Sempre acho que quando queremos muito algo tudo conspira a nosso favor (sim, sou muito positivo) e então me encontrei num jantar do Couchsurfing com uma amiga em Lisboa que me contou detalhes da sua viagem a Rússia, naquela noite voltei para casa a pensar nisso, coloquei a cabeça sobre o travesseiro a pensar nisso e acordei a pensar nisso. Definitivamente e instintivamente a Rússia tornou-se a minha escolha, pensando bem não sei dizer se eu a escolhi ou se fui escolhido por ela mas enfim meu destino passava por Moscou.

 

Semanas depois já tinha a passagem reservada e comecei a tratar do burocrático visto Russo, exigido a todos que ousam visitar este país. Quanto mais difícil as coisas para mim mais me estimulam, nada na minha vida foi fácil até hoje e acho que aprendi a dar valor a certas conquistas e isso me dá motivação a lutar pelo que quero e quando quero algo cedo ou tarde acabo por conseguir.

Enfim… Aqui estou eu a caminho da Rússia, nos últimos meses pesquisei muito sobre este país, li guias de viagem, li romances de escritores russos e me sinto hoje preparado para descobrir este país.

 

Será somente uma semana, basicamente três dias em Moscou e três dias em São Petersburgo mas que tentarei aproveitá-los da melhor maneira possível e contar tudo aqui depois. Aguardem belas fotos desta incrível viagem.

Afinal a coisa vai ficar Russa para o meu lado (no bom sentido claro).

 

Post a Comment