My dream is having all this map painted in red

Saturday, 11 August 2012

Grécia

Banderia da Grécia

Férias, verão e mais um destino de viagem, desta vez será a Grécia, o 23º país que visito. Muitos ultimamente devem estar cansados de ouvir falar da Grécia, o país tem ocupado o noticiário com reportagens nada animadoras sobre a sua situação econômica. É verdade, economicamente a Grécia enfrenta um dos piores momentos de sua história, uma recessão muito acentuada que tem levado o povo grego a passar por um período muito complicado.

Ponderei tudo isso ao escolher o meu destino de viagem mas a vontade conhecer a Grécia falou mais alto do que todos os problemas deste país. A Grécia possui milhares de anos de história, de certa forma este país moldou as nossas sociedades atuais desenvolvendo a ciência, literatura, democracia e direito. Desse modo, cheguei a conclusão que por mais problemas que o país possa estar a passar, este é sem dúvida um destino que nenhum viajante pode deixar de conhecer.

Apesar do endividamento e de um momento político conturbado, a Grécia é o que se pode chamar de um destino turístico clássico, todos os anos 17 milhões de pessoas visitam o país, um número bastante elevado se levarmos em conta que o país possui uma população de somente 11 milhões de pessoas. O país oferece uma média de 320 dias de sol por ano, dava quase para oferecer um seguro de bom tempo para as férias na Grécia.

Entretanto, organizar uma viagem à Grécia não é tarefa fácil, não que o país não possua boa infraestrutura turística, muito pelo contrário, o problema sãos as opções, demasiadas para uma viajante por vezes um bocado indeciso como eu. No fim da história, resolvi não querer abraçar o mundo e decidi que minha viagem a Grécia se restringiria a capital, Atenas e a uma das ilhas gregas.

Achava eu que com esta restrição a minha vida ficaria mais fácil, mero engano, a Grécia possui nada mais nada menos do que 6000 ilhas, ok, destas somente 227 são habitadas. Após um grande esforço fiquei entre Creta, a maior das ilhas gregas com belas praias, Mykonos, por sua excelente vida noturna e Santorini, uma ilha vulcânica, muito romântica e com vistas espetaculares. A minha escolha final foi então Santorini que juntamente com a capital Atenas farão parte do meu roteiro de 7 dias pela Grécia.

Um país maioritariamente ortodoxo, com uma língua e alfabeto quase indecifrável para mim. Lembro-me que quando criança e minha mãe dizia para eu não fazer algo e mesmo assim eu continuava a fazer tal coisa, ela logo gritava:
- Por acaso eu estou falando grego?

Cresci a imaginar que esta seria uma língua indecifrável, uma língua que ninguém ousava tentar entender. Finalmente vou poder ter a chance de ver quão peculiar é esta língua, este povo e este lugar que sem dúvida tem muito a oferecer a qualquer viajante e onde quem sabe eu encontre muitas deusas gregas.

Post a Comment