My dream is having all this map painted in red

Monday, 21 October 2013

Coimbra – Patrimônio da Humanidade

Coimbra - Portugal

Já vivo em Portugal a 6 anos, já visitei metade da Europa mas ainda não tinha tido oportunidade de visitar Coimbra, talvez por estar mais perto, mais acessível, sempre fui postergando esta visita, até que chegou o momento. Confesso que a eleição em 22 de Junho de 2013 da Universidade de Coimbra como Patrimônio Mundial da Humanidade e o convite de uma visita guiada foi o empurrão que faltava para que eu finalmente visitasse esta cidade.

A cabra - Coimbra - Portugal

Um dos pontos que mais chama a atenção na cidade é a torre da Universidade de Coimbra, que já pode ser vista da auto-estrada. São seus sinos e relógios que, desde 1733, chamam os estudantes para as aulas. Gradativamente, a cidade vai exibindo seus contornos encantadores, descendo em degraus a colina de Alcaçova até parar no Rio Mondego. Coimbra já foi a capital do país, a partir de 1139, quando o rei Afonso Henriques, primeiro monarca lusitano, decidiu transferir o comando da nação de Guimarães para um local mais ao sul e, desde então, a história encarregou-se de decorá-la com inúmeros monumentos.

Coimbra - Portugal

Coimbra dá-se ao luxo de ter duas catedrais da Sé: a Velha e a Nova. Ambas seculares. A Sé Nova, de 1598, foi edificada pelos jesuítas. A Velha, de 1064, foi erguida para comemorar a expulsão dos mouros. Anos mais tarde, o filho de Afonso Henriques, Sancho I, foi coroado nessa igreja. As duas catedrais ficam na parte alta da cidade, a Velha, um pouco mais abaixo, a meio caminho entre o centro e a universidade. A baixa de Coimbra é repleta de lojas, cafés e restaurantes. As vitrines se concentram nos calçadões das ruas Ferreira Borges e Visconde da Luz. As fachadas são bonitas e bem conservadas, e uma certa alegria juvenil contagia a atmosfera da cidade. Os cafés e restaurantes ocupam os largos e as praças e de suas mesas tem-se uma bela vista das atrações locais. Na Praça do Comércio, por exemplo, você pode tomar uma cerveja enquanto estuda a arquitetura da Igreja de São Tiago.

Repúblicas - Coimbra - Portugal

O mesmo apelo repete-se nos cafés da Praça 8 de Maio, com vista para o lindo portal da Igreja de Santa Cruz, fundada em 1131. Afonso Henriques e Sancho I estão enterrados ali. Se preferir admirar o Rio Mondego, em seu curso preguiçoso, o Largo da Portagem, no começo da rua Ferreira Borges, também tem restaurantes com mesas na calçada. É um bom lugar para experimentar um prato típico das Beiras, a lampreia. Esse peixe exótico, uma paixão confessa dos habitantes de Coimbra, é encontrado em outras partes do país. Mas foi aqui que ganhou fama.

Para conhecer a universidade, o melhor ponto de partida é o Arco da Almedina, na rua Ferreira Borges. Logo após uma pequena escada emoldurada por um portal do século 12, você encontrará a Torre de Anto com suas janelas renascentistas. A partir daí,  as ruas estreitas que sobem a colina são ocupadas por repúblicas de estudantes que dominam o lugar há alguns séculos.

Biblioteca Joanina - Coimbra - Portugal

Já na parte alta, ao lado da Sé Nova, está o Museu Nacional Machado de Castro. E, por fim, a Universidade de Coimbra. Fundada em 1290, é uma das mais antigas do mundo. O ponto alto da visita é a biblioteca, com mais de 300 mil livros, que vão do século 16 ao final do século 18. São três salas amplas, cobertas por estantes em madeira esculpida. Portais barrocos fazem a ligação entre os ambientes. Foi encomendada pelo rei Dom João V na primeira metade do século 18 e por isso é conhecida como Biblioteca Joanina. No interior da universidade destacam-se ainda a Capela de São Miguel e suas esculturas, a Sala do Exame Privado, com pinturas dos antigos reitores, e a Sala Grande dos Atos, em que são realizadas as cerimônias mais solenes.

Biblioteca Joanina - Coimbra - Portugal

Coimbra gira ao redor da universidade. A festa mais importante da cidade, por exemplo, chamada a Queima das Fitas, marca o final dos anos letivos. Os alunos vestem seus tradicionais trajes acadêmicos e desfilam pela cidade. Tudo acompanhado por música alta e muita cerveja. Coimbra tem todas as qualidades de uma cidade universitária: a animação nas ruas, as festas e uma vida cultural ativa. Nos finais de semana a estação de trem se enche de estudantes que deixam ou regressam à cidade. Outra festa importante é a Latada de Coimbra que marca as boas vindas aos calouros que irão iniciar seus estudos.

As bolas de Dom Dinis - Coimbra - Portugal

Coimbra é também cheia de curiosidades como o nome dado ao sino que chama os estudantes para as aulas, conhecido como “a cabra” responsável por acordar os estudantes pontualmente ás 07 da manhã. Outra história interessante é a da Praça Dom Dinis, nesta praça há um portal com duas bolas gigantes sustentadas por colunas, conhecidas como “as bolas de Dom Dinis”, diz a lenda que quando a primeira estudante terminar o curso virgem as bolas de Dom Dinis irão cair. Pelo visto as coisas correm bem em Coimbra já que as bolas de Dom Dinis continuam no mesmo lugar há séculos, sinal de que a vida acadêmica em Coimbra é bastante animada.

Sé Velha - Coimbra - Portugal
Post a Comment